Menino de 12 anos perde a vida depois que a escola tirou seu inalador contra asma

Quando você se torna pai, eleva-se a um nível totalmente novo de compreensão em relação a ser responsável e protetor.

Depois de ter um filho , você rapidamente percebe o que realmente significa cuidar incondicionalmente de outra vida. Uma ligação é formada que vai além do amor que você achava possível antes; Uma coisa viva, que depende apenas de você, está prestes a ver e experimentar tudo que o mundo tem a oferecer, e isso pode ser uma coisa maravilhosa e verdadeiramente assustadora.

Quando somos adultos, entendemos o quão perigosa e imprevisível é a vida, e é por isso que a maioria dos pais sente um sutil senso de ansiedade sempre que seus filhos estão longe deles. 

A ideia de que você não pode estar lá para proteger seus filhos o tempo todo é inquietante. Afinal, tudo pode acontecer a qualquer momento.

Os pais de Ryan Gibbons, de 12 anos, sabem disso muito bem. Ele era um menino enérgico que amava estar ao ar livre e tinha uma paixão pela vida. Infelizmente, foi tirado dele muito cedo… tudo por causa de um erro na escola .

9 de outubro de 2012. Ryan Gibbons, aluno do 7º ano, frequentou a escola normalmente. Pouco seus pais sabiam que seria a última vez que eles o veriam vivo.

Ryan sofreu um ataque de asma na escola enquanto jogava futebol, e foi incapaz de alcançar seu inalador porque estava trancado em um escritório.

Se ele tivesse a medicação com ele, seu episódio de asma teria sido evitável desde o início. Infelizmente, era política da escola manter os inaladores trancados no escritório do diretor, e os inaladores de reposição tinham sido repetidamente confiscados de Ryan.

Compartilhe com seus amigos nas redes sociais!
Compartilhe com seus amigos nas redes sociais!