Não adianta ser pai apenas na internet e fotos no status, seu filho precisa do seu carinho!

Esse texto é pra você, que só é PAI NO FACEBOOK

Ser pai no Facebook é muito fácil. Difícil mesmo é agir com responsabilidade e compromisso na verdadeira missão de ser pai, é cuidar e arcar com tudo que o pequeno precisa fora dessa Rede Social fantasiosa.

TIRAR FOTO ABRAÇANDO SEU FILHO, COM UM SORRISO DE CANTO A CANTO É FÁCIL. Quero ver a foto acompanhando a mãe as 03h da manhã, quando a criança acordar tossindo, com febre, e ela tiver que atravessar a cidade a pé, com o pequeno no colo, pra ir em um hospital fajuto, porque você prefere o luxo de um tênis de R$ 500,00 ao pagar um plano de saúde.

PUBLICAR UMA LEGENDA INSPIRADORA NAS FOTOS, ELEVANDO SUA CONDIÇÃO DE PROGENITOR É MUITO FÁCIL.

Quero ver complementar o texto dizendo que o filho está limpo e bem vestido porque a mãe cuidou dele nos últimos 10 dias, para que você pudesse passar esses míseros 2 dias ostentando sua condição de pai presente fictício nas redes sociais.

Quero ver a legenda com a planilha de gastos e sua colaboração mensal. RESPONDER COMENTÁRIOS DE TERCEIROS, ELOGIANDO VOCÊ COMO PAI É FÁCIL. Quero ver responder as inúmeras mensagens da mãe “mendigando” algo que deveria ser sua obrigação na criação dos filhos. Quero ver responder ao filho que ele não pode ir na viagem da escolinha porque você não pagou a pensão em dia, e preferiu ir na balada com os amigos. Quero ver contestar as respostas da mãe, que deve estar bloqueada ou ameaçada de comentar no seu Facebook, pra não arrancar sua máscara na frente dos amigos.

POSTAR FOTO COM OS FILHOS NOS FINAIS DE SEMANA É MUITO FÁCIL PARCEIRO.

A inocência de uma criança lhes permite tirar inúmeras fotos sorrindo contigo, sem saber quantas lágrimas a mãe derrubou para que ela estivesse aí, linda e saudável. Quero ver postar foto dos comprovantes de pagamento das pensões em dia. Aliás, você acha que R$150, R$200 ou R$300 alimenta e veste uma criança? Tenta viver com este valor!

Foto da compra do supermercado, das fraldas, do cartão do plano de saúde, das roupas novas. Quero ver postar os print’s das respostas mal educadas, que você dá para a MÃE quando ela pede algo que o SEU filho precisa no dia a dia. Quero ver suas fotos durante a semana, correndo atrás do filho no supermercado, tentando enganá-lo que aquele danone está estragado, quando na verdade o dinheiro não dá pra levar, no balet, assoprando o dedinho da pequena que se machucou enquando dançava, ou no campinho de futebol, consolando seu filho que perdeu a partida para os amiguinhos. Quero as fotos na porta da escola, na chuva, com apenas um guarda-chuva e a criança resfriada. Quero as fotos no berço de madrugada, enquanto ele chora, ou no hospital, quando você não pode fazer nada para curar a dor daquele anjo. Cadê suas fotos cansado, mas sempre com a mesma cara feliz? Essas não dão tanto ibope né?! Ser “pai de selfie” é cômodo, e eu até entendo que deve ser frustrante pra você, poder ser esse paizão fantasioso somente nas redes sociais. Porque quer! Pra quem te acompanha de fora, você pode até transmitir a imagem de pai de responsável, admirável, prestativo e apaixonante, mas quem mais irá te avaliar, não são os “amigos” do Facebook. A única foto que eu daria tudo pra ver, seria aquela que focasse na sua cara quando o seu filho lhe perguntar, daqui uns anos, “o porquê você fez tudo aquilo com a mãe dele”. Isso sim valeria um belo close, com uma legenda inspiradora, na qual certamente você postaria com a seguinte resposta: “Eu fui um idiota e não percebi”.

Ps: Existem pais que fazem jus à missão que lhes foi concedida. E para esses, fica registrado os meus PARABÉNS! (Ignorem o texto).

Compartilhe com seus amigos nas redes sociais!
Compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

Leave a Reply